O que é o ETF e como funciona?

Tempo de leitura: 2 minutos

O que é um ETF? O Exchange Traded Fund (ETF) é um fundo negociado na Bolsa de Valores, através do Homebroker, que busca replicar a carteira de um índice de referência do mercado. As cotas dos ETFs são negociadas de forma semelhante às ações. Ao adquirir as cotas do fundo, o investidor, indiretamente, passa a deter as ações da carteira teórica do índice, sem ser necessário comprá-las separadamente no mercado.

Quais são as suas Vantagens?

  • Diversificação com baixa custo: O investidor terá uma carteira composta por diversos ativos, diversificando seu risco, com o custo de corretagem reduzido a uma única transação;
  • Reinvestimento dos proventos: Nos ETFs, os dividendos são reinvestidos de forma proporcional nos ativos da carteira. Sendo assim, no longo prazo, os juros compostos tornam-se maiores;
  • Investimento em setores e mercados específicos: Ao comprar um ETF, o investidor terá em seu portfólio as ações do índice de referência, podendo ser de um setor ou mercado específico, como no setor financeiro ou mercado americano;
  • São praticamente “inquebráveis”: Com o ETF o risco de falência das empresas é diluído, uma vez que os índices são compostos por diversas empresas, tornando mais seguro para o investidor.

Quais são as suas Desvantagens?

  • Limitação na seleção do portfólio: Quem opta por esse tipo de investimento fica incapacitado de selecionar os ativos que vão compor o seu portfólio. Outra desvantagem é o fato de não poder retirar as empresas consideradas ruins da carteira do fundo;
  • Imposto de renda sobre o lucro: Toda venda de ETF é tributada de 15% sobre o lucro. No mercado à vista, caso a venda seja menor que R$20.000,00 no mês, o investidor não é tributado. Isso não ocorre com as ETFs;
  • Não é possível receber os dividendos de forma direta: O investidor não pode optar po
    r utilizar os dividendos distribuídos, por causa da obrigatoriedade do reinvestimento dos proventos pelas ETFs.

Veja agora 3 exemplos de ETFs no Mercado Brasileiro

  • Ishares Ibovespa Fundo de Índice (BOVA11): ETF que busca replicar o retorno do índice Ibovespa. Com isso, o investidor terá exposição ao principal índice de ações brasileiro, obtendo posição nas maiores empresas do país e com baixo custo;
  • Ishares BMFBovespa Small Cap Fundo de Índice (SMAL11): ETF que busca replicar o retorno do índice Small Cap. Nesse caso, o investidor terá participação nas empresas com menor capitalização de mercado, mas que possuem oportunidades de retorno elevado. Por exemplo, em 2017, o índice de Small Cap se valorizou mais do que o Ibovespa;
  • It Now IDIV Fundo de Índice (DIVO11): ETF que busca replicar o retorno do índice de dividendos. O investidor terá posição nas empresas que mais distribuem dividendos e juros sobre capital próprio. Geralmente, as empresas que compõe esse índice são empresas grandes e sólidas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *